Ragdoll

Ragdoll

História e curiosidades

A raça Ragdoll veio ao mundo nos anos 60 e é originária dos EUA, mais concretamente da Califórnia. A primeira gata da raça Ragdoll chamava-se Josephine, uma fêmea de pêlo branco e comprido, com algumas características físicas semelhantes aos Siameses e aos Persas.

É uma raça que ainda hoje em dia dificilmente vemos fora do continente americano. O seu nome tem uma justificação engraçada. É que em português, Ragdoll quer dizer Boneca de trapos, e é que ao pegar-se num Ragdoll ele fica com os músculos tão descontraídos que parece um verdadeiro boneco.

Diz-se que esta raça é mais resistente à dor física do que as outras espécies, já que todos os espécimes existentes na altura foram alvo de um acidente de automóvel, o que criou alguma resistência à dor para todos os exemplares seguintes, mas nada está comprovado.

Características físicas

De tamanho médio-grande, dispõe de um tronco não só comprido como também firme. É também um dos gatos mais pesados de todas as raças de gatos oficiais. As fêmeas são ligeiramente mais leves, mas também são das mais pesadas das raças de gatos.

Mas esse peso não é derivado de gordura, já que são animais com músculos e ossos pesados e igualmente fortes. Todo o seu físico é robusto para um gato.

Cabeça em forma de triângulos com olhos azuis e ovais, e orelhas médias, com as pontas ligeiramente arredondadas. O pêlo do Ragdoll é longo e denso, mas sendo mais curto na cabeça e mais longo da cauda.

Características psicológicas

Psicologicamente, são quase como cães falando em termos de qualidades. Tolerantes, adoram os donos, adoram as crianças, adoram os idosos, adoram inclusive os cães com quem partilha a casa. Inclusive é capaz de ir à porta receber o dono quando ele chega.

Mas algo que não têm nada a ver com os cães é o facto de não saírem muito do próprio chão. Estamos habituados a ver os gatos a subirem móveis, irem à janela, e um pouco acontece com os cães sempre a saltar. Os Ragdoll gostam muito de ter as patas bem assentes na terra.

Cuidados a ter

As vantagens são muitas, principalmente neste campo. Eles não necessitam de grandes cuidados. Lavam o seu pêlo sozinhos, não requerem uma escovagem muito regular apesar do seu pêlo.

Como uma escovagem normal e uma dieta equilibrada tens o Ragdoll mais são que alguma vez viste. Eles são a raça perfeita para casas em que os donos não têm muito tempo para dispensar.

Compártelo en tu red social:
Más en Animais - Gatos:
Aviso legal Contacto Google+ Facebook