Higiene dos gatos

Higiene dos gatos

A higiene dos gatos é bastante importante, apesar de alguns donos pensarem que não. Como eles normalmente não gostam que lhe mexam por dentro das orelhas, nem sequer de sentir uma gota de água no pêlo, pensam que os gatos estão isentos de certos cuidados, o que é completamente errado.

Na continuação vamos falar de alguns cuidados a ter quando se tem um gato em casa, para que possam lavar e limpar o teu gato para que esteja imaculado. Não só é bom para eles que se sintam melhor, como também é bom para nós pois um animal de estimação com um odor forte não é muito agradável.

Banho

Este é um dos pontos mais debatidos, mas desde já que fique claro: é importante dar-se banho ao gato. É verdade que a maioria não gosta de água, mas isso é porque não foram educados desde pequenos a tomarem um bom banho.

Os banhos ajudam não só a passar o animal por água e champô, como também ajuda a remover alguns pêlos mortos, praticamente toda a sujidade e ainda eliminar a proteína da saliva que tanto afecta as pessoas alérgicas.

Por muito que eles se lambam para lavarem o seu pêlo, nunca ficam verdadeiramente limpos por si só. A frequência do banho depende da sua actividade e do próprio tamanho. Gatos que vão à rua e voltam muitas vezes devem tomar mais banho do que gatos mais sedentários. Gatos maiores também têm maior necessidade de banhos regulares comparados com gatos mais pequenos.

Depois de um grande banho, é extremamente importante que o seu pêlo seja devidamente secado. Usa uma toalha, ou caso o teu gato não se assuste, um secador. Mas cuidado para não o queimares, já que eles são animais muito sensíveis às temperaturas.

Escovagem do pêlo

Qualquer animal com pêlo deve ser escovado e os gatos não são excepção. Escovar o pêlo a um gato não só ajuda a remover pêlos mortos e certas partículas de sujidade, como também é algo normalmente muito relaxante para eles.

Como os gatos tendem a lamber-se muito, a falta de escovagem fará com que eles ingerem mais pêlo que o suposto, criando assim as famosas (mas não por boas razões) bolas de pêlo. O animal pode inclusive sufocar com o seu próprio pêlo, daí a importância na escovagem.

Existem inclusive certos tipos de pentes e escovas que ajudam na eliminação de parasitas como é o caso de pulgas.

A regularidade da escovagem depende directamente no tamanho do pêlo. Quanto mais pêlo tiver, mais vezes deve ser escovado.

Escovagem dos dentes

Caso isto não seja uma rotina, a probabilidade de surgirem problemas do foro oral são bastante elevadas. Placa bacteriana, tártaro, inflamações… são tudo problemas que podem surgir por uma falta de higiene dentária.

De uma vez por dia até três vezes por semana, deves escovar os dentes do teu gato. Existem escovas e pastas dentífricas especificas para gatos. Se for a primeira vez que o fazes, tal como acontece com o banho ele deve passar por uma fase de habituação. Não é algo que ele irá gostar dentro de três dias, mas em muito poucas semanas irá habituar-se.

Algo importante que deves saber quando escovares os dentes do gato é que apenas a parte de fora é que é escovada. Para a parte de dentro, a sua língua áspera faz o trabalho todo.

Limpeza dos olhos e orelhas

Listamos estas duas zonas no mesmo segmento já que a técnica é quase a mesma. Infecções e outros problemas devido ao acumulamento de sujidade são o prato do dia em certos animais devido a uma higiene deficiente ou inexistente.

Nos olhos e na parte externa dos ouvidos, podes aplicar algodão para limpar grande parte da zona. Utiliza medicamentos e produtos de higiene específicos para a limpeza destas zonas, sempre coisas específicas para gatos.

Para a parte interna dos ouvidos, existem medicamentos próprios para limpá-los correctamente. Nunca uses cotonetes ou quaisquer outro tipo de objectos para limpar o interior dos ouvidos.

Para gatos que têm tendência a lacrimejar muito o que faz com que também sujem o pêlo, algodão com soro fisiológico é a solução mais utilizada.

Corte das unhas

Um gato com as unhas grandes sofre muito. Fica preso em certos tecidos, magoa-se a andar e inclusive tem dificuldade em manter-se de pé… são só desvantagens dolorosas para eles. Por isso é importante que as suas unhas sejam cortadas.

Existem arranhadores que não só servem para evitar que eles nos arranhem os sofás, como também servem para alisar e encurtar um pouco as unhas, mas isso não é suficiente (apesar de ajudar muito).

Uma a duas vezes por mês, deves cortar as unhas do teu gato com um corta-unhas especial para eles. Nunca utilizes uma tesoura pois isso é demasiado doloroso para eles.

Corta apenas um pouco das pontas das unhas, e nunca chegues a cortar a parte rosa das unhas, pois trata-se de uma irrigação sanguínea e para além de o magoares bastante, sangrará muito. Caso tenhas receio (o que é perfeitamente compreensível), podes sempre visitar um veterinário ou uma loja que preste este tipo de serviços.

Compártelo en tu red social:
Más en Animais - Gatos:
Aviso legal Contacto Google+ Facebook