Angorá Turco

Angorá Turco

História e curiosidades

A raça Angorá Turco é uma raça bastante peculiar por vários motivos que vamos descrever ao longo de este artigo. Certamente que ficarás com a mesma impressão após o leres por completo.

A primeira coisa que queremos falar sobre este gato é que ele é um descendente do gato de Pallas / Manul, um gato asiático de pêlo denso e orelhas minúsculas. Diz-se que foi domesticado na Ásia durante os séculos XIII a XVI, pelo que nos dá uma ideia da antiguidade desta raça.

Pode-se inclusive afirmar que esta raça foi das primeira de pêlo longo a surgir na Europa. Chegou a países como Inglaterra e França a meados do século XVII através dos turcos, que ofereceram gatos desta espécie às pessoas da nobreza.

Mas foi só no século XVIII que a raça começou a evidenciar-se devido às comparações entre este e os Persas. Na altura o Persa é a preferida de todos e não havia lugar para mais nenhum, e o Angorá Turco era apenas uma raça para melhorar o Persa.

Hoje em dia e pegando um pouco neste assunto, o Angorá Turco ainda não é uma raça oficial no Reino Unido, o mesmo não acontece em muitos outros países que já se definiu como raça oficial.

No início do século XX os Angorá Turco passaram por uma fase terrível devido ao seu uso exaustivo para a concepção de Persas melhores e ignorando o número de exemplares dos Angorá Turco, esta raça quase que se extinguiu. Se não fosse um jardim zoológico turco, provavelmente este apenas seria um artigo de memória a uma raça extinta, o que felizmente não é o caso.

A título de curiosidade, a raça Angorá Turco é uma espécie protegida na Turquia e para além disso é um símbolo turco. Podemos observá-los em maior quantidade nos selos utilizados pelo país.

Características físicas

As características físicas do Angorá Turco dependem um pouco do género. A característica mais evidente é o seu tamanho, já que as fêmeas são de porte médio enquanto os machos tendem a serem de porte grande (para um gato, claro).

Tirando essa questão, em geral a raça é elegante, com bons músculos definidos. De cabeça pequena, podemos observar um nariz longo e orelhas longas também. Olhos com forma de amêndoa, dispõe de patas e cauda longa. Ainda sobre a cauda, esta para além de ser longa ainda tem muito pêlo.

Falando um pouco sobre o pêlo do Angorá Turco, podemos observar um pêlo que apesar de fino, é longo e sedoso ao toque. Em relação às cores, podemos observar maioritariamente o branco, que é a cor original desta raça.

Apesar desta cor padrão, quaisquer cores são aceites num gato desta raça excepto certas cores / combinações de cores específicas, incluindo canela e fulvo, lilás e chocolate e quaisquer padrões de estilo pointed.

Características psicológicas

Este gato não tem praticamente defeitos nenhuns no que toca à sua personalidade e temperamento, tornando-o perfeito. Ou quase. Ele é bastante inteligente e elegante mesmo na sua forma de ser.

Bastante dócil e com muito amor para dar, dificilmente veremos um Angorá Turco com comportamentos agressivos. Por esta razão, são excelentes animais de estimação tanto para idosos como para crianças.

Agora a parte que nem todos gostam nesta raça. Ele apesar de tudo é afável não só com todo o tipo de pessoas como também com a grande maioria dos animais de estimação que temos em casa. A questão é que devido à sua personalidade forte, geralmente ele julga-se o líder da família. Enquanto a nós esse facto apenas nos transmite teimosia, isto pode incomodar outros animais dominantes como é o caso do cão.

Cuidados a ter

Apesar do pêlo do gato poderia ser algo a ter especial atenção, de facto não é assim. Não é costume ver um pêlo desarrumado e cheio de nós como acontece com muitas outras raças, pelo que não requer uma escovagem muito regular.

Mas algo em ter em atenção ao Angorá Turco são algumas doenças genéticas que podem definitivamente surgir. Falamos de duas em específico, que a taxa de incidência é alta o suficiente para as referirmos.

Ataxia: Esta doença é facilmente detectável já que o gato simplesmente não consegue aprender a andar pois não tem qualquer tipo de coordenação dos movimentos. Por este motivo a morte do gato é praticamente eminente.

Cardiomiopatia hipertrófica: É uma doença infelizmente comum em várias raças de gatos, e o Angorá Turco não fica indiferente. Quando o coração do animal não consegue bombear a quantidade de sangue suficiente, trata-se de cardiomiopatia hipertrófica.

Ainda algo que merece destaque é que de todos gatos Angorá Turco, os de pêlo completamente branco e olhos azuis têm uma alta taxa de incidência de surdez.

Compártelo en tu red social:
Más en Animais - Gatos:
Aviso legal Contacto Google+ Facebook